Quinta-feira, 29 de Março de 2007

Wingless

And life becames tiresome,
I wonder what to do:
wingless, i go where the wind pushes me
black clouds spin around my head
in some spots i see bright light...
What is left?
To hope that i have chosen the right path...
voado por Sem Asas às 23:13
link do post | voar | favorito
Segunda-feira, 26 de Março de 2007

Curiosidades xadrezisticas

Uma pequena curiosidade...

sabem que o rei nunca tem a oportunidade de comer a rainha? é que simplesmente nao consegue mesmo. E eu acho isso genial. Agora, por seu lado, a rainha tem a possibilidade de comer todas as pecas em jogo (peoes incluidos), e é a peca mais importante do jogo.

Chamem-me feminista se o quiserem, nao deixo de pensar que é realmente genial.
voado por Sem Asas às 11:07
link do post | voar | ver voos (11) | favorito
Quinta-feira, 15 de Março de 2007

Sem comentários...

Andava a passear na Internet para ver se fazia um teste de QI (sempre quis saber qual seria o meu nível de quociente), e eis que encontro um site, brasileiro, que indica "Determine a sua personalidade". Giro, pensei eu. E fiz esse teste. Acontece que a conclusão maravilhosa a que chegaram é que eu tenho uma personalidade parecida com... a do Bob Esponja.
Giro. Hilariante mesmo.
voado por Sem Asas às 09:00
link do post | voar | favorito
Quarta-feira, 14 de Março de 2007

Uma história diferente

 
Vou contar uma pequena história.
Uma rapariga faz todo o percurso escolar: ensino básico, ensino secundário... e faculdade. A meio do seu percurso universitário, o governo decide que são as universidades que devem estabelecer as propinas a pagar pelos estudantes: eis que a insituição decide passar dos 350€ para 850€. A rapariga aceita, paga e continua a estudar. Ano seguinte: 880 €. Ano após esse: 900€. A razão pela qual paga e cala: "Ora bolas,  não vou desperdiçar 3 anos da minha vida em que já fiz metade do curso. 3 anos de esforço, suor e lágrimas. Pago e não tenho chatices."
E pronto, "paga e cala", e consegue acabar  curso. Faz a festa com os amigos, colegas e família. A família até lhe oferece o anel de curso.
Passado uns meses após a conclusão da licenciatura, a rapariga quer uma prova de que acabou o curso, precisa disso para se candidatar a um emprego. Em Portugal, isso chama-se o certificado de habilitações. Contactando a Divisão dos Serviços Académicos, fica a saber que precisa pedir o diploma, para que seja dado o Certificado. Claro que o diploma custa mais 100 €. E ter o Certificado de Habilitações sem o diploma? É que o diploma não lhe interessa assim tanto. Não pode ser, responde a senhora da Divisão.
Não disse a razão verdadeira: só o certificado, em si, não tem custo. Porque as instituições são obrigadas a dá-lo. Agora, o diploma é diferente. Isso é para ricos. Mas como quase ninguém o pede, 'bora pô-lo obrigatório, sempre ganhamos mais uns trocos".
E é verdade. A rapariga vai ter que fazer o mesmo que fez durante o curso: "pagar e calar". Mas mete nojo. E é injusto. Mas não interessa, é o que tem que fazer se se quer candidatar a ter um emprego que não seja na MacDonalds ou afins.
E vai ser assim: "vá anda lá, paga e não tens mais chatices"... às vezes, só às vezes, detesto Portugal. É impossível isso não acontecer. É uma desilusão profunda. 
voado por Sem Asas às 10:55
link do post | voar | ver voos (1) | favorito
Domingo, 11 de Março de 2007

Um sorriso

Uma quantidade de gente à espera do metro que nunca mais chega.

Uma rapariga espera, agarra o dossier com os dois braços, como que a proteger-se.
Ao seu lado está um rapaz , de cabelo rapado e piercing na sobrancelha.

 

A rapariga parece não reparar no que está à sua volta. Está num mundo só seu, isolada. Existe uma muralha, bem real, que a separa de tudo o resto.

O metro chega ao cais e a gente enche as carruagens.

Lugar sentado - que vitória! Mas a rapariga sentada continua com a mesma expressão apática.

 

Olhemos para ela: de cabelo curto, ruivo e encaracolado, sardas que salpicam o rosto bonito. Poderia ser ainda mais bonita... se sorrisse, actividade na qual parece ter pouca prática. É pena.

 

O rapaz do piercing ficou sentado à sua frente; ao seu lado, uma jovem mãe com um bebé. Este era curioso e olhava para todos os lados, até que se deteve no seu vizinho de piercing. O rapaz aderindo à brincadeira, começou a fzer caretas ao mesmo tempo engraçadas e comoventes. Quem tem vagar às 7h da tarde de um dia de semana para brincar? Não dá, o cansaço, o trabalho, o voltar para casa é tudo coisas demasiado sérias.

Eu estava divertida a olhar para as caretas do tal rapaz, quando reparei noutra coisa: à sua frente, uma rapariga ruiva com sardas sorria. Um sorriso que iluminou a carruagem onde ia, cheia de pessoas cansadas, velhas, sonolentas.

Será que só eu reparei no seu sorriso? Impossível.

Era demasiado belo para passar ao lado. Um sorriso tem capacidades incríveis e contagiantes: também eu saí do metro com um sorriso nos lábios e estranhamente mais leve.
voado por Sem Asas às 20:36
link do post | voar | ver voos (1) | favorito
Sábado, 10 de Março de 2007

Porque já estamos em Março e já não escrevo há demasiado tempo

Estive quase um mês sem vontade de escrever.
Por medo.
Medo por estupidez. Pensava que não ia escrever nada de jeito, logo seria melhor não publicar nada.
A minha vida passou por uma reviravolta que só agora está a acalmar. Ao ter que lidar com pressões que vêm de todo o lado, é dificil sentarmo-nos para escrever - já para não falar da inspiração (ou a falta dela).
Mas, descansai caros leitores!, já existem posts que estão na calha (fresquinhos, fresquinhos).  Já não precisam de desesperar mais.
voado por Sem Asas às 21:02
link do post | voar | ver voos (1) | favorito

*Hora de Paris

*Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

*links

*divagações recentes

* to sleep all the night...

* Tombos

* Do tempo passado na cozin...

* parvoíces da minha adoles...

* Hoje sonhei contigo

* FERIAS!!!!!!!

* 30 Ways To Learn To Love ...

* o fim do ano lectivo está...

* Aujourd'hui, je me fous l...

* Futebol, Festival e Fatim...

* e é assim, que no meio do...

* este blog, como a sua mag...

* o ritual da manhã

* Não devia ter feito isto,...

* De férias, de novo

* "Às vezes o amor não acab...

* Sonho

* "O lado triste de quando ...

* Dos milagres caseiros

* Curtas mas boas - Nelson ...

*divagações arquivadas

* Agosto 2017

* Julho 2017

* Junho 2017

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Dezembro 2016

* Novembro 2016

* Outubro 2016

* Setembro 2016

* Agosto 2016

* Julho 2016

* Junho 2016

* Maio 2016

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Junho 2012

* Janeiro 2011

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds