Quinta-feira, 17 de Novembro de 2016

a cena do gorro

comecei a falar desta cena aqui.
Este fim de semana, vi que o Alexandre tinha um recado na caderneta da escola (aqui em França, chama-se o 'Cahier de Liaison' (caderno de ligação entre a casa e a escola)).

A professora dele, Mme. Tilhet, escreveu que o comportamento do Alexandre tem vindo a degradar-se. Responde mal aos adultos, atira brinquedos no corredor (e atingiu um professor) e corta o gorro durante a classe, em vez de fazer o trabalho dele.
Ora bem.

Enquanto possa aceitar o 'responder mal' (não acho que um adulto seja todo poderoso e que a criança tenha mais é que obedecer, depende das situações) e que acidentes podem acontecer (mas é melhor não atirar nada, não sabes onde vai cair)... a coisa do 'vai de pegar na tesoura e cortar o gorro na sala de aula', isso não.

Já tivemos uma conversa sobre o cortar a roupa (yep, de vez em quando ele corta a roupa dele. Diz que quer ser estilista). Mas o gorro? Isso é suposto proteger-te o frio, não o vais cortar! E ainda por cima ficou na escola, claro está. 2° feira foi à escola sem gorro. Ao chegar a casa, diz-me que a professora deitou o gorro fora. 3° feira, ida à escola sem gorro de novo - eu já disse que por cá faz frio às 8h da manhã? É que faz mesmo. E eu que estava mais calma, lá lhe pedi mais explicações.

Afinal, a coisa foi um pouco diferente do que a professora disse.

O Alexandre já tinha acabado o trabalho dado. Na sala de aula, uma vez que acabam o trabalho, podem fazer um desenho ou ir buscar um livro para ler. Enfim, fazer uma actividade calma, enquanto os outros alunos acabam. E o Alexandre puxa o gorro do saco e da tesoura e vá de cortar as 'tranças' do gorro. Isto porque eu comprei-lhe um gorro que tapa as orelhas também (porque faz frio!!), só que tem uma espécie de cordão com um pompom de cada lado. Quando comprei, ele queria só esse gorro. Mais nenhum, porque é tão giro. E era. Só que os amigos dele gozaram. E o resultado já se sabe.

Portanto, 3° feira de manhã lá lhe fui comprar um outro. Escolhido por mim desta vez. E um que não suscite gozos e risos.

É este tipo de coisas que me faz compreender o meu filho, a sua personalidade e o que se passa na sua vida quando eu não estou lá.

 

voado por Sem Asas às 09:01
link do post | voar | favorito

*Hora de Paris

*Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

*links

*divagações recentes

* to sleep all the night...

* Tombos

* Do tempo passado na cozin...

* parvoíces da minha adoles...

* Hoje sonhei contigo

* FERIAS!!!!!!!

* 30 Ways To Learn To Love ...

* o fim do ano lectivo está...

* Aujourd'hui, je me fous l...

* Futebol, Festival e Fatim...

* e é assim, que no meio do...

* este blog, como a sua mag...

* o ritual da manhã

* Não devia ter feito isto,...

* De férias, de novo

* "Às vezes o amor não acab...

* Sonho

* "O lado triste de quando ...

* Dos milagres caseiros

* Curtas mas boas - Nelson ...

*divagações arquivadas

* Agosto 2017

* Julho 2017

* Junho 2017

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Dezembro 2016

* Novembro 2016

* Outubro 2016

* Setembro 2016

* Agosto 2016

* Julho 2016

* Junho 2016

* Maio 2016

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Junho 2012

* Janeiro 2011

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds